STF concede prisão domiciliar a ex-ministro Geddel Vieira Lima

                                                                              Foto: Valter Campanato

 

O ex-ministro Geddel Vieira Lima teve autorizada a prisão domiciliar concedida pelo Supremo Tribunal Federal (STF), em decisão liminar. De acordo com a defesa, o motivo do pedido foi o estado de saúde de Geddel.

O ministro Edson Fachin, do STF, tinha determinado 48 horas para a justiça baiana se posicionar sobre o estado de saúde do político, que foi diagnosticado com a Covid-19 (novo coronavírus) em um exame, mas a contraprova apontou resultado negativo para a doença.

Na decisão, Fachin disse que ficou demonstrado agravamento do estado geral de saúde, com risco real de morte reconhecido. Fachin também alegou que a prisão domiciliar tem como objetivo preservar a integridade física e psíquica de Geddel. Fachin solicitou que o comunicado ao Juízo da 2ª Vara de Execução Penal da Comarca de Salvador seja dado com urgência e pediu que a Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização da Bahia (Seap) disponibilize, de imediato, o equipamento de monitoração eletrônica. As informações são do jornal A Tarde.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.