“O reitor da UFBA virou as costas para Salvador”, diz ACM Neto

                                                                                    Foto: Divulgação

 

O prefeito ACM Neto comentou a decisão provisória do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) de suspender as atividades dos leitos contra a Covid-19 contratados junto ao Hospital Salvador. Neto disse que os leitos já estavam ocupados e que vai recorrer da decisão, já que, de acordo com ele, foi baseada nos argumentos da Universidade Federal da Bahia. “O reitor da Universidade Federal da Bahia, João Carlos (Salles), virou as costas para a cidade e vive em uma bolha. A prefeitura ainda não foi informada da decisão. Assim que tomarmos conhecimento, vamos recorrer com argumentos próprios”, disse.
ACM Neto disse ainda que não pensou em misturar pacientes acometidos pela Covid-19 com os demais, e que vai deixar de encaminhar novos pacientes para o hospital. “Não tenho como tirar, neste momento, um paciente intubado de uma UTI”, reiterou.

O prefeito antecipou a taxa de ocupação de leitos da manhã desta sexta-feira (24), que estava em 72%, porém não é o número oficial, uma vez que o fechamento dos dados só é “fechado” no final da tarde.

Reabertura do Comércio

Aconteceu o que se esperava. A taxa de ocupação dos leitos de UTI exclusivos para pacientes com a Covid-19 variou entre 75% a 73% nos últimos cinco dias, contados do último domingo, 19, até esta quinta-feira, 23. Com isso, o prefeito ACM Neto decretou que a fase um de retomada das atividades econômicas, religiosas e culturais fosse iniciada nesta sexta-feira, 24. Para que isso acontecesse, a taxa de ocupação das vagas em UTIs precisaria permanecer no patamar máximo de 75% por cinco dias consecutivos, de acordo com o protocolo conjunto criado pela Prefeitura e governo do Estado.
Neto alertou que as equipes da prefeitura vão estar nas ruas para autuar os que desrespeitarem o protocolo gerais e específicos elaborados para a retomada. As denúncias devem ser feitas, pelo telefone, para os números 156 ou 160 da prefeitura.

Bairros com medidas restritivas

Nos bairros Cajazeiras 7, 8, 10 e 11 e Fazenda Grande 1,2,3 e 4, que iniciaram as medidas restritivas nesta sexta-feira, 24, os shoppings estão proibidos de funcionar. As informações são do jornal A Tarde.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.