Após desrespeito a decreto municipal, praias terão interdição física por sete dias

Foto: Secom/PMS

 

 

As praias de Salvador serão interditadas fisicamente pelo prazo inicial de sete dias. O anúncio foi feito pelo prefeito ACM Neto (DEM) durante a assinatura da ordem de serviço para início das obras da 3ª etapa do programa Morar Melhor, em 200 casas do bairro de Jaguaripe, na manhã desta segunda-feira, 28.

A medida será adotada após o descumprimento das normas definidas pela gestão municipal no combate à Covid-19 (novo coronavírus), e observadas neste domingo, 27, nas praias de Itapuã, Amaralina, Piatã, Boa Viagem e Cantagalo. De acordo com Neto, a lista com as praias que sofrerão interdição deve ser divulgada ao longo do dia. As localidades ainda não foram definidas, mas as praias citadas acima estão no foco.

“A Guarda Civil Municipal não pode ficar fixa em uma praia, e, como uma espécie de babá, cuidar de mais de 64 km de extensão de orla. Não vamos ameaçar banhistas. A gente conversa e pede que se retirem. Cada um precisa exercer sua consciência”, afirmou.

Enquanto não divulga as praias que serão interditadas, a prefeitura confirmou que as praias do Porto da Barra, do Buracão e da Paciência (Rio Vermelho) permanecerão fechadas por tempo indeterminado. As informações são do A Tarde.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.