Slogan de Lula recebe críticas por ser versão mais fraca de lema de Obama

lul

A crise na comunicação da pré-campanha presidencial de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) não poupou nem o slogan das inserções partidárias que ele protagonizou nas últimas semanas.

A frase escolhida para encerrar os vídeos de 30 segundos de duração é: “Se a gente a quiser, a gente pode”. Internamente, ela vem sendo criticada por alguns dirigentes por ser uma versão menos enfática do mote “Sim, nós podemos”, popularizado pelo ex-presidente americano Barack Obama em sua vitoriosa campanha à Casa Branca, em 2008.

A área de comunicação da candidatura de Lula vem sendo palco de uma disputa interna entre o secretário da área na estrutura petista, Jilmar Tatto, e Franklin Martins, ex-secretário de Comunicação no governo Lula.

As inserções foram criadas pelo marqueteiro Augusto Fonseca, que venceu uma concorrência interna para cuidar da comunicação da campanha petista.

As informações são da coluna Painel, do jornal Folha de São Paulo.

Folha de S. Paulo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.