Ministro do STF mantém reeleição de Geraldo Júnior na Câmara

gj

O Supremo Tribunal Federal negou liminar do União Brasil e manteve o resultado da eleição para a presidência da Câmara Municipal de Salvador, que elegeu Geraldo Júnior (MDB) para o seu terceiro mandato. A decisão foi publicada nesta terça-feira (3) pelo ministro Kássio Nunes.

Em sua decisão, publicada ontem, Nunes disse que não existe “extrema urgência” nem risco de lesão grave uma vez que a posse será apenas em janeiro de 2023. O caso agora segue para o plenário.

A ação foi ajuizada pelo União Brasil no início do mês passado após Geraldo se reeleger no comando da Casa e deixar a base do prefeito Bruno Reis (UB) para ser candidato a vice-governador na chapa de Jerônimo Rodrigues (PT).

Geraldo Júnior foi reeleito para a presidência da Casa no dia 29 de março. O emedebista foi indicado como pré-candidato a vice-governador na chapa encabeçada por Jerônimo Rodrigues (PT).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.