Mais duas embarcações serão afundadas na Baia de Todos-os-Santos

navio

Mais duas embarcações serão afundadas na Baía de Todos-os-Santos, em Salvador, com o objetivo de incentivar o turismo de mergulho na região. A informação foi divulgada nesta quarta-feira (27), pela Secretaria de Turismo do Estado da Bahia (Setur-BA).

As embarcações foram doadas pela Marinha que assinou um termo para ceder o casco do navio-varredor “Anhatomirim” para a pasta do turismo. A assinatura aconteceu durante uma cerimônia realizada nesta quarta, no 2° Distrito Naval, localizado no bairro do Comércio, na capital baiana. A embarcação tem 47,5 metros de comprimento e foi desativada em 2016.

Durante a cerimônia, o órgão estadual anunciou que o ferry-boat Juracy Magalhães, que está fora de circulação, também será afundado na Baía de Todos-os-Santos. Os naufrágios controlados seguem recomendações dos órgãos ambientais e são feitos através de licitação.

Em 2020, o ferry Agenor Gordilho e o rebocador Vega passaram pelo mesmo processo. Eles iam virar sucata depois de funcionarem por cerca de cinco décadas de navegação, mas foram transformados em pontos de mergulhos e recifes artificiais.

No fundo da baía, ainda se destacam três embarcações de naufrágios históricos: Galeão Sacramento (1668), Vapor Maraldi (1875) e Clipper Backdader (1905). A região oferece também roteiros turísticos de contemplação de recifes, fora das áreas onde estão os navios.

Metro 1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.