Covid-19: Bahia registra record de mortes em 24h e nº chega a 262

                                                                              Foto: Romildo de Jesus

 

A Bahia registrou recorde de mortes de pacientes com coronavírus nas últimas 24 horas: foram 26 novos registros. Com isso, o número de óbitos chega a 262. De acordo com o boletim divulgado pela Secretaria de Saúde (Sesab) no início da noite desta quinta-feira (14), o estado totaliza 6.955 pessoas contaminadas com a Covid-19, com 262 mortes, 26 a mais do que os números apresentados no boletim última quarta (13).

Segundo informações da Sesab, os 26 novos óbitos foram registrados em Salvador, Muritiba, Feira de Santana, Itarantim, Itaberaba, Ipiaú e Mundo Novo.

Confira os casos:

237º óbito: homem, 57 anos, residente em Salvador, comorbidade doença cardiovascular, veio a óbito dia 12/05, em hospital privado no município.

238º óbito: homem, 58 anos, residente em Salvador, comorbidade cardiopatia e hipertensão arterial, veio a óbito dia 03/05, em hospital público no município.

239º óbito: mulher, 18 anos, residente em Muritiba, comorbidades diabetes, doença renal crônica e doença cardiovascular, veio a óbito dia 09/05, em hospital privado em Salvador.

240º óbito: homem, 76 anos, residente em Feira de Santana, comorbidades diabetes, doença cardiovascular crônica, doença neurológica crônica, veio a óbito dia 11/05, em hospital da rede pública em Salvador.

O 241º óbito foi de um homem de 42 anos, residente em Salvador, que tinha diabetes e hepatite B crônica. O paciente morreu no dia 12 de maio em um hospital privado no município.

A 242ª morte foi de uma idosa de 63 anos, residente em Itarantim, que tinha hipertensão arterial e morreu no dia 3 de maio, em um hospital da rede publica em Vitória da Conquista.

O 243º óbito foi de um idoso de 74 anos, residente em Itaberaba, que tinha diabetes e hipertensão arterial e morreu no dia 8 de maio, em uma unidade da rede pública no município.

A 244ª morte foi de uma idosa de 66 anos, residente em Salvador, sem doenças, que morreu no dia 4 de maio, em um hospital da rede pública no município.

O 245º óbito foi de um homem de 23 anos, residente em Salvador, que tinha diabetes, cardiopatia, insuficiência renal crônica, doença falciforme, epilepsia, histórico de infartos cerebrais e esquizofrenia e morreu no dia 12 de maio, em um hospital da rede pública no município.

O 246º óbito foi de uma idosa de 89 anos, residente em Salvador, sem doenças, que morreu no dia 9 de maio, em um hospital da rede pública no município.

A 247ª morte de um idoso de 76 anos, residente em Ipiaú, que tinha imunodeficiência/imunossupressão (neoplasia) e morreu no dia 11 de maio, em um hospital da rede pública em Ilhéus.

O 248º óbito foi de uma idosa de 68 anos, residente em Salvador, teve acidente vascular cerebral isquêmico e morreu no dia 5 de maio, em um hospital da rede privada no município.

A 249ª morte de uma mulher de 59 anos, residente em Salvador, sem doenças e morreu no dia 12 de maio, em um hospital da rede privada em Camaçari.

O 250º óbito foi de um idoso, de 85 anos, residente em Salvador, que tinha doença cardíaca crônica e morreu no dia 10 de maio, em um hospital da rede privada no município.

A 251ª morte foi de uma idosa de 79 anos, residente em Mundo Novo, que tinha hipertensão arterial e doenças hepáticas e morreu no dia 13 de maio, em um hospital filantrópico em Salvador.

O 252º óbito foi de um idoso de 62 anos, residente em Salvador, sem informações de doenças e morreu 5 de maio, em uma unidade da rede pública no município.

O 253º óbito foi de uma idosa de 79 anos, residente em Salvador, que tinha imunossupressão e morreu no dia 10 de maio, em um hospital da rede pública no município.

A 254ª morte foi de um idoso de 79 anos, residente em Salvador, sem informação de doença e morreu no dia 11 de maio, em um hospital da rede privada no município.

A 255ª morte foi de um homem de 44 anos, residente em Salvador, sem doenças e morreu no dia 11 de maio, em um hospital da rede pública no município.

O 256º óbito foi de um idoso de 95 anos, residente em Salvador, sem informação sobre doenças, que morreu no dia 8 de maio, em um hospital da rede particular no município.

A 257ª morte foi de um homem de 29 anos, sem informação sobre doenças, residente em Salvador e morreu no dia 8 de maio, em uma unidade pública no município.

O 258º óbito foi de um idoso de 86 anos, residente em Salvador, sem informação de doenças, que morreu no dia 13 de maio, em um hospital da rede particular no município.

O 259º óbito foi de um idoso de 62 anos, residente em Salvador, sem informação sobre doenças, que morreu no dia 12 de maio, em um hospital da rede particular no município.

A 260ª morte foi de uma mulher de 36 anos, residente em Salvador, sem informação sobre doenças, que morreu no dia 8 de maio, em um hospital público no município.

A 261ª morte foi de uma mulher de 58 anos, residente em Salvador, sem informação sobre doenças, que morreu no dia 9 de maio, em um hospital público no município.

A 262ª morte foi de uma mulher de 38 anos, residente em Salvador, sem informação sobre doenças, que morreu no dia 10 de maio, em um hospital público no município.

Ao comparar os boletins divulgados pela Sesab às 17h da quarta (13) e o desta quinta, é possível perceber que houve 26 mortes e 408 casos confirmados no estado nas últimas 24 horas. O órgão informou que não vai mais divulgar boletins parciais às 12h.

Do total do número de mortes, 167 ocorreram em Salvador. As outras 95 foram em Adustina (1); Água Fria (1); Araci (1); Belmonte (1); Buerarema (3); Camaçari (3); Capim Grosso (3); Catu (1); Coaraci (1); Feira de Santana (3); Gandu (1); Gongogi (2); Ibirataia (1); Ilhéus (17); Ipiaú (3); Itaberaba (1); Itabuna (8); Itagibá (1); Itapé (1); Itarantim (1); Itapetinga (2); Jacobina (1); Jequié (2); Jitaúna (1); Juazeiro (2); Lauro de Freitas (5); Maragogipe (1); Maraú (1); Mundo Novo (1); Muritiba (1); Nilo Peçanha (1); Paramirim (1); Porto Seguro (1); Ribeira do Pombal (1); São Francisco do Conde (1); São Sebastião do Passé (1); Simões Filho (2); Ubaitaba (1); Uruçuca (5); Utinga (1); Vera Cruz (1); Vereda (1) e Vitória da Conquista (4). Estes números contabilizam todos os registros de janeiro até as 17h desta quinta.

De acordo com a Sesab, na Bahia, dos 1.192 leitos disponíveis do Sistema Único de Saúde (SUS) exclusivos para Covid-19, 478 possuem pacientes internados, o que representa uma taxa de ocupação de 40,1%. No que se refere aos leitos de UTI adulto e pediátrico, dos 496 leitos exclusivos para o coronavírus, 254 possuem pacientes internados, compreendendo uma taxa de ocupação de 51,2%. Cabe ressaltar que novos leitos serão abertos progressivamente mediante o aumento da demanda.

Os casos confirmados estão distribuídos em 194 municípios do estado, com maior proporção em Salvador (68,85%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 1.000.000 habitantes são Ipiaú (2.310,73), Utinga (2.144,35), Ilhéus (2.045,25) , Itabuna (1.974,46) e Salvador (1.607,74). Na Bahia, 643 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19.

Segundo a Sesab, no período de 27 de março a 14 de maio houve um aumento do número de casos confirmados laboratorialmente de Covid-19 na Bahia, com incremento de 5.482,11 casos no período. As informações são do jornal Tribuna da Bahia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.