“Colocar blindados à frente do Planalto, não nos intimida, não vamos recuar”, diz Otto

                                                                          Foto: Reprodução                                                                                                                                                                                                                                                               

 

 

O senador Otto Alencar (PSD-BA), que participou na sessão da CPI da Covid, nesta terça-feira (10), criticou o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que teria ordenado o desfile de tanques de guerra em frente ao Palácio do Planalto, no dia em que o plenário da Câmara apreciará o projeto sobre o voto impresso, uma das reivindicações do mandatário. Segundo o parlamentar baiano, o Congresso não vai se intimidar.

Otto afirmou que o Congresso não vai se intimidar. “A Câmara deve manter a votação do voto impresso, como também aqui no Senado devemos votar a mudança na Lei de Segurança Nacional, retrógrada e completamente fora dos padrões do regime democrático. Não é só dessa vez que o presidente da República, pelos métodos dele, o que ele chama de ‘seu Exército’, tenta intimidar o Congresso e o STF, numa afronta clara à Constituição Federal. Colocar os blindados à frente do Planalto, na tentativa de nos intimidar, não nos intimida. Não vamos recuar. Se ele quer sangue, tem sangue generoso para ser ofertado à sua vontade de fazer um golpe militar no Brasil. Sem dúvida ele deveria se preocupar com a inflação, a maior desde 2002”, enfatizou o parlamentar baiano, em videoconferência.

Segundo a Folha de São Paulo, o desfile desta terça-feira (10) em frente ao Palácio do Planalto reuniu dezenas de veículos militares, entre blindados, tanques, caminhões e jipes. O evento teve início às 8h30.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.