“Delírios”, “infeliz”, “irresponsável”, “desastroso”; confira as reações de políticos baianos à fala de Bolsonaro

 

                                                                                     Foto: Isac Nóbrega

 

O pronunciamento do presidente da República, Jair Bolsonaro, em cadeia de rádios e TVs, defendendo a reabertura de comércios e escolas em meio à pandemia do coronavírus, foi alvo de críticas em diversas esferas da política. Na Bahia, deputados federais, além do governador Rui Costa, foram às redes sociais e manifestaram discordância da fala do chefe do Executivo federal.

A deputada Alice Portugal (PCdoB) disse que o presidente quer fazer um “darwinismo social” e o classificou como “irresponsável”. “O vírus passa, e você também passará. Todo apoio aos governadores, prefeitos, secretários e aos profissionais de saúde que estão cuidando de nosso povo”, disse a parlamentar na rede social Twitter.

O deputado Arthur Maia (DEM) usou tom irônico para alfinetar o mandatário da República. “Pelo que entendi da fala do nosso presidente agora há pouco na televisão, o coronavírus está superado, coisa do passado”, afirmou.

Waldenor Pereira (PT) criticou o presidente por atacar governador e prefeitos que adotaram medidas de restrição no combate à pandemia. “Milhões de brasileiros e brasileiras contam hoje com os seus governadores e prefeitos, que têm agido com cuidado e responsabilidade. Na contramão, Bolsonaro briga com as autoridades públicas nega a realidade e quer a população nas ruas, exposta, para quê? Salvar empresários”, disse.

Ex-aliada do clã Bolsonaro, a deputada Dayane Pimentel (PSL) classificou a fala do presidente como “infeliz”. “O pronunciamento do presidente hoje foi totalmente infeliz. Reabrir escolas e o comércio foram as sugestões dele, indo na contramão do próprio ministro de Saúde e do mundo. Depois, não adianta reclamar dos panelaços”, frisou, ao fazer referência aos protestos ocorridos nos últimos dias em diversas cidades do país.

O deputado Daniel Almeida (PCdoB) lamentou a postura de Bolsonaro diante da pandemia. “Lamentável que o presidente da República adote este tipo de postura irresponsável. A vida dos brasileiros está em risco, a ameaça do coronavírus é real. Não vamos admitir mais esse absurdo”, bradou.

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), contrapôs uma fala específica de Bolsonaro: “Não é gripezinha”. “Vou continuar trabalhando em defesa da vida. Olhar nos olhos das pessoas e dizer: estamos numa guerra. Acorda. Temos que vencê-la. Chega de discurso vazio e delírios. Vamos trabalhar mais e mais. Responsabilidade. Todos contra o coronavírus”, conclamou o petista. As informações são do jornal A Tarde.

Faça seu Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *