Augusto Vasconcelos lamenta fechamento do Glauber Rocha

Foto: Reginaldo Ipê

 

 

O vereador Augusto Vasconcelos (PCdoB) lamentou o anúncio, na quinta-feira (16), de fechamento do Espaço Itaú de Cinema – Glauber Rocha, na Praça Castro Alves, em Salvador, e reforçou o quão é necessário a ampliação dos investimentos na área cultural, em Salvador.

“Vários equipamentos culturais encontram-se em situação muito difícil. O fechamento de um cinema é revelador também da grande dificuldade que o setor enfrenta, não só durante a pandemia, mas antes mesmo dela, em um processo de esvaziamento da política cultural que levou ao fechamento do Ministério da Cultura e que tem impactos em estados e municípios”, comentou Augusto.

Para o parlamentar, fortalecer uma política cultural tem relação com o desenvolvimento, geração de emprego e renda e também a criação e formação de identidade nacional. “O Cine Glauber rocha se solidificou, ao longo dos anos, como um dos espaços não apenas de entretenimento, mas de formação, de reflexão e de pensamento crítico. É muito triste essa notícia. Vamos trabalhar para tentar encontrar alternativas que visem assegurar que os espaços culturais da cidade possam ser fortalecidos. Inclusive, essa tem sido uma das pautas debatidas do Plano Municipal de Cultura”, concluiu.

O vereador comenta que, em nota emitida pelo Banco Itaú, foi informado que as salas fechadas em Salvador vinham operando com taxa de ocupação inferior a 20% desde 2019. O complexo, com quatro salas de exibição, restaurante recém-inaugurado, livraria e lanchonete, entrou na lista vermelha da instituição financeira juntamente com as salas de Curitiba e Porto Alegre, que também serão fechadas. As unidades do Rio de Janeiro, Brasília e São Paulo serão as únicas poupadas.

 

 

Faça seu Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *