ACM Neto e Rui Costa são melhores cabos eleitorais

                                                                                  Foto: Reprodução

 

Apoiador da candidatura de Bruno Reis (DEM), o prefeito ACM Neto (DEM) é o melhor cabo eleitoral de Salvador, embora o governador Rui Costa (PT), mentor da candidatura da Major Denice (PT), também figure como um grande eleitor na capital baiana. É o que revela a segunda rodada de levantamento A TARDE/Potencial Pesquisa sobre a corrida eleitoral na cidade.

Conforme a pesquisa, 30% dos entrevistados disseram que certamente votariam em um candidato apoiado pelo prefeito e apenas 10% afirmaram que com certeza não optariam por alguém que tivesse o aval de Neto.

Ainda de acordo com o levantamento, 22% declararam que certamente seguiriam uma indicação eleitoral de Rui e somente 14% informaram que não votariam de forma alguma em um candidato apoiado pelo governador.

Para Zeca Martins, diretor da Potencial Pesquisa, o desempenho ligeiramente superior de Neto como potencial transferidor de votos, em comparação com o governador, é explicado pela natureza própria dos cargos.

“Rui tem também uma avaliação bastante positiva, mas está no governo. O prefeito sempre está mais próximo do povo do que o governador. Rui não tem a mesma possibilidade que o Neto tem de estar perto da população. O governo do Estado tem 417 municípios para cuidar”, analisa.

Também foi verificada a condição de cabos eleitorais do ex-presidente Lula e do presidente Jair Bolsonaro na capital baiana. Lula se sai pior do que Neto e Rui no quesito, mas bastante à frente do atual chefe do Palácio do Planalto.

Certamente ou provavelmente votariam em alguém apoiado pelo ex-presidente 42% dos soteropolitanos, enquanto 21% com certeza não teriam como opção um candidato que contasse com o apoio de Lula.

Bolsonaro, por sua vez, certamente conseguiria influenciar o voto de 8% dos entrevistados, enquanto 39% das pessoas ouvidas disseram que não votariam de forma nenhuma em quem tivesse o apoio do presidente.

Avaliação

Bolsonaro continua mal avaliado em Salvador, enquanto as gestões de Rui e Neto permanecem aprovadas pela maioria da população.

A administração municipal é ótima ou boa para 70% e a gestão estadual é avaliada da mesma forma por 63% dos soteropolitanos. Já o governo federal é considerado ótimo ou bom por 14%.

Na outra ponta, 57% dos entrevistados afirmaram que o governo Bolsonaro é ruim ou péssimo. O trabalho de Rui é reprovado por 9% e a avaliação negativa de Neto é de 6%.

Com filiados no comando de ministérios, e mais recentemente a indicação do parlamentar baiano Paulo Azi para a vice-liderança do governo Bolsonaro, o DEM ainda adota o discurso de que não integra a base do presidente.

E, pelo menos em Salvador, os números apontam que a imagem do presidente está descolada do prefeito, também presidente nacional do Democratas. “Aqui, a percepção das pessoas é que o Neto não tem associação com o Bolsonaro. Neto é percebido de uma forma mais independente”, afirma Martins. As informações são do jornal A Tarde.

 

 

Faça seu Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *